Aperto de mão pode medir risco cardíaco, diz estudo