(41) – 3149-8444 | (41) 9 8754-6006

Registro de patrimônio. Quanto vale o seu?

 

Muitos empresários acreditam que seus patrimônios são de maquinários, produtos fabricados, bens imóveis, bens móveis e se esquecem das criações desenvolvidas que contribuem de forma substancial com o desenvolvimento do Estado e do país. E por que não dizer, do mundo!?

Exatamente isso, todos os produtos desenvolvidos por indústrias, sejam grandes ou pequenas, reconhecidos nacional ou mundialmente, ou até mesmo aqueles que sequer aparecem falar nas mídias, contribuem com o desenvolvimento econômico e social do país.

Toda a facilidade que o homem tem hoje para se locomover e desfrutar de produtos e serviços que nos dão maior comodidade, é fruto das criações das indústrias e essas criações não têm preço, pois podemos citar os carros cada vez mais dinâmicos, eletroeletrônicos, eletrodomésticos, equipamentos médicos, alimentos, medicamentos, artesanatos… enfim, tudo que o homem cria a cada segundo, com sua evolução constante.

O Legislador como forma de recompensar o homem por suas criações e descobertas, concede o título aos inventores através da carta patente e dos registros de marcas e desenhos industriais, com exclusividade de exploração por tempo determinado. Esses bens devidamente registrados, possibilitam ao seu titular ceder, vender, licenciar, transferir tecnologia, franquear e discriminar sua descoberta, além de ser recompensado financeiramente.

 

O registro de patrimônio é fundamental para seu posicionamento e credibilidade perante o mercado!

O reconhecimento desses ativos intangíveis nas empresas, tem sido cada vez mais valorizado e atinge um reconhecimento inacreditável com sua identidade e criações, como é o caso das marcas Itaú, Bradesco, Apple, Yahoo, Facebook, Natura, Gerdau e entre outras.

Temos ainda, reconhecimentos que estão ganhando cada vez mais espaço e que são as indicações geográficas, ou seja, os registros que garantem que determinado produto possui origem em alguma região específica, como é o caso das uvas do Rio São Francisco na Bahia, o algodão da Paraíba e agora os artesanatos, que são os novos focos para reconhecimento. Dessa forma, o Brasil tem reconhecido o valor econômico das riquezas produzidas em todas as regiões e com isso, os criadores ganham cada vez mais visibilidade.

O registro, seja de marca, patente, direito autoral, programa de computador ou desenho industrial, é o único meio para garantir a valorização dos ativos, atrair investidores e obter a sua identidade exclusiva, garantindo assim seu espaço no mercado para conquistar os consumidores.

 

Quanto vale o seu patrimônio? Saiba mais sobre como registrar o seu patrimônio, entre em contato conosco!